Os Funcionários Pedem Demissão: Um Estudo Sobre Rotatividade em Uma Rede de Supermercados

Autores

  • Fernanda Burbulhan
  • Silvio Roberto Stefano
  • Jéssica Sayuri Ishida

DOI:

https://doi.org/10.17921/2448-2129.2013v14n1p%25p

Resumo

Este estudo buscou compreender como se dá o fenômeno da rotatividade em um grupo de supermercados da região centro-oeste do Paraná, analisando seus antecedentes e consequências. Foram analisadas treze lojas de uma rede de supermercados, sendo a pesquisa, de cunho descritivo e explicativo. Foram analisados os dados demissionais dessas lojas durante o ano de 2011 e os motivos alegados tanto por parte da empresa quanto dos funcionários para o desligamento. Os resultados apontaram para elevados níveis de rotatividade neste ramo e que a maior parte das demissões se dá por iniciativa dos funcionários e em seus primeiros meses de serviço, sendo que a razão mais alegada para a saída da empresa foi ter conseguido um emprego melhor. Com isso, é possível inferir a dificuldade dos funcionários em se adaptarem ao emprego, assim como a dificuldade do supermercado em reter pessoas, decorrente das características dos cargos ofertados, o que acaba por gerar um
circulo vicioso de rotatividade.

Downloads

Publicado

2015-07-02

Edição

Seção

Artigos